<$BlogRSDUrl$>

30 novembro 2003

Notas da netmania nacional

Chama-se "coiso" e é um site básico... e bem disposto. Por vezes, pisa o risco do bom gosto... mas é simpático e a maior parte do que vimos, merece o nosso sorriso, no mínimo.

Da nossa visita, salientamos esta:





Nova técnica israelita faz Ministério da Defesa repensar estratégia de rearmamento das forças armadas

O nosso Ministro da Defesa prepara-se para anunciar brevemente o cancelamento das encomendas de viaturas novas para a modernização das nossas forças armadas.

As forças de segurança israelitas estão a aperfeiçoar uma técnica marcial inovadora, que lhes permite levitar... isso mesmo: voar sem equipamentos adicionais, como a imagem atesta.



A demonstração que presenciámos foi feita em local secreto. As forças judaicas congratulam-se com o facto de passarem a dispôr de mobilidade absoluta, sem os habituais problemas com o estacionamento ou os engarrafamentos.

A mesma fonte, em conversa com o Coincidente, acrescentou que "esta é uma técnica que permite ocupar as posições inimigas sem um tiro... quando eles dão por nós, ficam sem respiração e rendem-se."

Quem se queixa, são os cozinheiros do Regimento: "Só para levantarem vôo, cada militar tem de comer quilo e meio de feijoada bem condimentada e esperar entre 2 horas e um dia, para que o propulsor actue."

Fonte do Ministério da Defesa já reagiu ao protesto dos cozinheiros judaicos: "Para nós isso não é problema! O nosso índice de prontidão é superior ao de Israel, porque grande parte dos nossos elementos já come feijão suficiente em casa, antes de regressar ao quartel."

27 novembro 2003

"Estão a ver o enquadramento da coisa?"

É o que parece estar a dizer o nosso Ministro da Segurança Social, na foto que lincamos abaixo. Esta foto surge com uma notícia, que salienta o facto de "Subsídio de doença vai variar consoante a duração da baixa, entre os 55% e os 75% do salário do trabalhador."


Foto de João Relvas, da Lusa, publicada no Público.


Esta notícia fez-nos lembrar alguém, de um dos subúrbios de uma cidade do interior do país. Iniciemos a narração desta história que poderá ter lugar no próximo ano, porque não?

O Manel e a Jaquina trabalham na fábrica do Sr. Alvarinho. Cada um ganha o ordenado mínimo nacional.

Um dia, o pessoal lá da fábrica começou a aparecer com uma gripe esquisita.

Espirro para aqui, tosse para ali, as pessoas começaram a ter de meter baixa, pois a febre não permitia trabalhar e a médica mandou ficar em casa uma semana para recomporem-se.

O Manel e a Jaquina, pois então, casados, pais de dois meninos em idade escolar, também adoeceram, contagiados pelos colegas lá da fábrica.

O Manel ficou bom passado uma semana e regressou ao trabalho. A Jaquina, que se levanta mais cedo todos os dias para ajudar os filhos a prepararem-se e fazer-lhes o lanche, acabou por ficar assim mais uma semana, pois esta foi uma daquelas gripes que nem a vacina safa.

Quando a Jaquina ficou boa e teve alta, os filhos apanharam a malvada gripe e tiveram de ficar em casa, de cama... e a mãe lá ficou para lhes prestar os cuidados necessários.

Mais uma semana, até eles voltarem à escolinha.

No final do mês, os recibos de ordenado levarão um rombo. O dinheiro, que já era "curto"... não esticará mais...


Que solução, sr. Ministro da Segurança Social, para estes e todos os outros que sempre descontaram para a Segurança Social?

25 novembro 2003

A polícia ao serviço de quem paga?

Aconteceu hoje:

Foi estabelecida comunicação com a esquadra da Reboleira, por causa de uma modificação de sentidos de trânsito numa das artérias da Freguesia.

Alguém atendeu e escutou o pedido:
- É para pedir que coloquem um elemento do corpo policial no topo da rua, para evitar que acelerem nesta zona. Grande parte dos automobilistas pensa que ainda é de sentido único... e no cruzamento junto à Clínica em vez dos dois que lá estão... podia ficar apenas um e o outro 100 metros mais adiante, na curva.
- Na Clínica está um elemento, mas esse está a ser pago. - responde o interlocutor policial.
- Não. Está enganado. Ainda agora lá passei e estavam dois. No sítio onde estão não fazem falta dois, porque basta um no meio do cruzamento a indicar que o trânsito está cortado. Fazem falta é mais acima, onde existe uma curva apertada, passou a haver dois sentidos onde só existia um e onde costumam estar crianças a brincar na rua ou moradores a estacionar ou a retirar as suas viaturas.
- Pois, mas eu não tenho polícias para mandar para lá... e não posso fazer mais polícias. E um carro patrulha não chega para as ocorrências. - rematou o policial.

Senhor Ministro da Administração Interna
Podemos deduzir que o lema da PSP é "Quem quer segurança, pague-a!"? ou "o cidadão só existe para pagar as multas"?

(Falta aqui referir que o autor do telefonema é meu familiar. Eu, daqui da Ericeira, sou solidário com ele e alio-me à indignação de quem, contribuinte cumpridor, pagador aleatoriamente eleito de inúmeras multas por "estacionamento incorrecto" em zonas onde nem os moradores têm direito a um lugar, é testemunha permanente deste festival de mau cumprimento de um serviço público que se dedica mais às instituições privadas que pagam, que ao cidadão comum que lhes paga o ordenado base e lhes garante o emprego.)

22 novembro 2003

Cão-polícia também cumpre a praxe



"O ultimo a lamber, agarra o pau!"

Decididamente, a nossa polícia peca por falta de qualidade!

Diz a notícia:
"De acordo com o jornal, na terça-feira de madrugada os caloiros (incluindo quatro raparigas), do Instituto Superior de Ciências Policiais e Segurança Interna, em Lisboa, terão sido "coagidos a lamber" chantili, "na ponta de um pénis de borracha, aplicado a um manequim de plástico"."

Estes jovens não sabem o que é fazer as coisas com qualidade!!!
a) Se era a sério, para que precisaram do boneco de plástico? Com tanto voluntário lá... Até podiam convidar o Fisgas...
b) Se era a brincar, ao menos que fosse de mais alimento!... por que não substituir o plástico e a borracha por bolacha maria amassada, bolas de berlim e uma banana?

E vão os pequenos ser penalizados... por não ter gozado nada?
E depois ficam frustrados...
E depois, quando saírem da Escola, multam tudo e todos e disparam sem pensar...
E andam desmotivados... chegam ao local do crime duas horas depois de chamados!
E... o melhor é eu estar calado, senão o Fisgas ainda me manda prender por provocar tempestades!!!

20 novembro 2003

Sem comentários





Notas da blogosfera nacional

Comentar a realidade não é exclusivo dos "comentadores" contratados pelas televisões. A blogosfera desvenda alguns outros fazedores de opinião, oriundos do povo, que merecem a nossa atenção. Quem sabe se, por vezes, não receberão também o nosso aplauso?

Eis um exemplo! Chama-se Mija na Esquina. Da nossa primeira visualização, sorteamos este post intitulado É do caraças!:

Então a nossa brilhante ministra das Finanças descobriu a pólvora? Esperta e ladina como só ela, descobriu que em vez de modernizar a máquina fiscal, podia converter-nos a todos em fiscais. Vai daí inventa uma campanha publicitária, onde a malta passa a fiscalizar tudo e todos. É giro, em vez de "em cada esquina um amigo" passamos à era de "em cada esquina um fiscal", até aqui está tudo bem, todos devemos pagar os nossos impostos. Mas, todas as ideias por muito boas que sejam, têm sempre um "mas"! E então o contribuinte/fiscal pergunta, o que é que eu ganho com isto? e a porca torceu o rabo! O que o contribuinte/fiscal acabadinho de contratar pela senhora ministra ganha, são 19% de IVA. Vejamos.
Aquele amigo Tony, canalizador do anúncio, diz em "off" à freguesa que passa a facturazinha sim senhora, mas com mais 19% de IVA. Portanto parabéns à senhora, acabou de ganhar uma factura que não lhe serve de nada, pela módica quantia de +19% sobre o valor da reparação.
Muito bem senhora ministra, acabou de receber o prémio Nobel da parvoíce, pela sua campanha publicitária.





2831 dias

(O post de 11 de Setembro continua actual.)

Incrível, mas verídico.

Até quando?

18 novembro 2003

Terá sido descoberta a solução contra a pedofilia?

Diz a notícia:
"Por dois cientistas neo-zelandeses: Criada etiqueta colorida que permite saber se a fruta está madura."

O Coincidente aprova a sua utilização e lembra que não se dispensa a consulta do folheto informativo.

17 novembro 2003

Sejamos optimistas...

Hoje, estamos de tanga.


Amanhã, vamos ver navios.


Depois, "vem a retoma".



Voltamos a ficar de tanga?
Não somos assim tão maus!!! Só os podemos admirar pela sua capacidade de sacrifício



O nosso vigoroso aplauso para:

Maria João Ruela - quem leva um tiro, como ela levou, onde levou... sem perder a sua sempre feminina vontade de falar, falar, falar... merece a nossa vénia. Nunca tantos tiveram tanta inveja de levar um tiro no... na perna. Maria João, volta depressa e boa. Os nossos votos de rápidas melhoras.

Carlos Raleiras - o homem que teve a coragem de se mexer no meio do deserto, mesmo correndo o risco de pisar alguma bos... mina. Quem gostaria de apanhar o cagaço que ele apanhou, quando bateu à porta da palhota e de lá sairam outros nove? Carlos, ganda homem, pá! Terás pensado que estavas a bater à porta dos mesmos que te tinham raptado?
Bill Gates apresentou o seu novo relógio


"Por favor, alguém me diz as horas certas? O Windows deste bloqueou!..."

É boato que...

... os jornalistas portugueses no Iraque, não protegidos pela GNR, poderão vir a ser considerados heróis nacionais se forem alvos de ataque, por evitarem baixas na força expedicionária.

14 novembro 2003

Saddam reagiu à chegada da força expedicionária portuguesa



"Já chegaram? Quantos são? Agora é que os combates vão dar pica! Não trouxeram os carros patrulha? Então para me multarem, primeiro têm de saber a minha morada!"




"Portugal está de corpo e alma na luta contra o terrorismo!"


Será que Portugal vai mandar uma força militar especializada equipada com duas fragatas Meco, um submarino, um C-130 e três chaimites, para resgatar o jornalista raptado e retaliar contra a emboscada que outros sofreram?


13 novembro 2003

ESPECIAL BRINQUEDOS - Top de vendas em países árabes



Últimas sobre os portugueses no Iraque

A poucas horas da chegada do contingente de membros da GNR ao Iraque, foram melhoradas as condições no quartel onde se prevê a sua estadia.

Conhecedores do facto de uma percentagem elevada da população portuguesa sofrer de alergias respiratórias e asma, alguns iraquianos sacrificaram-se na criação de um ambiente ventilado, através da abertura de passagens de ar especiais no aquartelamento situado em Nasiriyah.




"Esta foi a forma de o povo iraquiano nos receber de braços abertos, como seus libertadores e defensores da democracia." - confidenciou-nos uma fonte próxima do Governo, sob anonimato.

"Para eles, isto é melhor ainda que o nosso 25 de Abril!" - opinou outro.

Na hora da partida, uma revelação se fez.

É que alguns dos nossos bravos representantes levam na sua bagagem algumas caixas de preservativos extra-fortes. Questionado, um dos portadores de tão característico vestuário da actualidade, respondeu-nos prontamente:
- É simples prevenção, para quando nos disserem "Incha-a lá!"
Faça você mesmo a sua matrícula

É verdade. O guia está na Internet e só não regista quem não quer:

http://www.dna.nl/portugal.htm


11 novembro 2003

Cenas de uma conferência

Na plateia, alguns funcionários públicos escutam, atentos, à palestra proferida pela Ministra. Desta feita, ela teve algum pudor na abordagem ao assunto que os havia levado lá:

- É um processo complexo e que, por isso, será executado de forma gradual. - disse ela.

Um dos espectadores levantou-se de imediato e dirigiu-se ao primeiro telefone público que encontrou. Premiu as teclas nervosamente, aguardou e disparou:

- Cristina, escuta! A Ministra deu agora uma grande notícia! Diz que vai ser de forma gradual... por graduações... sim!

Ficou a escutar, em silêncio... e prosseguiu:

- Se é por graduações, é porque vai começar por ela. Já podemos comemorar... Ela vai demitir-se!!!!!!

E desligou. Voltou para a sala e ouviu um barbudo dizer que o processo iria ser realizado "sem dôr"!

"Ahhh! É assim que os ministros se demitem?" - ficou ele a pensar!

07 novembro 2003

2818 dias

(O post de 11 de Setembro continua actual.)

Incrível, mas verídico.

Até quando?
Um milagre em flagrante delito

Ao passar pelas autoridades, é-lhes pedido que abram a mala. Ele indigna-se. Olha para a acompanhante e diz-lhe:

- Oh Bébé! Não lhes responda a nada porque eles não têm perfil de nobre. Estes plebeus pensam que a farda os faz passar por fidalgos.

Agente - Eu disse-lhe para abrir a mala. Despache-se!
Ele - Credo! Não precisa de ser bruto. Para que quer ver a mala? Eu só trago uns chocolates para mim e para a minha Bébé.
Agente (prepara-se para começar a abrir a mala) - ...
Ele - Olhe lá! Oh seu brutamontes. Veja lá como toca nessa mala porque custou mais do que você ganha num ânus.

O agente abriu a mala e depara com jóias... algumas jóias... de muito valor.

Agente - Então e os chocolates? É isto?
Ele - Bébé! Foi você que fez este feitiço, querida?
Agente - ?...
Ela - What, dear?
Ele (dirigindo-se ao polícia) - Ela sabia que eu vou fazer anos e pensou em tudo! Transformou os bonbons em jóias só para não derreterem! Obrigado, Bébé! Mas para a próxima, faz este truque só quando chegarmos chez-nous!

05 novembro 2003

Recebemos por e-mail



04 novembro 2003

O Fisco vai bater-lhe à porta

Você acha que os Impostos e as Contribuições não voluntárias em Portugal estão pela hora da morte?

O Ministério das Finanças concorda consigo. Vai daí, diz-se que já arranjou quem vai ficar com os créditos. Espreitámos o anúncio que está a ser gravado em segredo nos escombros de um dos Estádios de Futebol em fase de demolição.

Eis o que vimos e ouvimos:




E se de repente...
os nossos profissionais lhe baterem à porta, isso é...



DCDAF - Departamento de Cobranças Difíceis da Administração Fiscal
Arrumamos a sua clientela! 

02 novembro 2003

A nossa investigação

Descobrimos quem é o Blogger!



De apelido "Bloggs", ele estudou na "University of Life",... tal como o Coincidente.
O alinhamento

Na redacção, o ruído dos teclados e das televisões ligadas é ensurdecedor. O Chefe de Redacção, sentado na sua secretária cheia de arquivadores, separadores e demais papéis e cassetes, mal se vê. A mão polivalente prime as teclas, enquanto segura o 47º cigarro do dia.

Todos os dias o bulício é parecido:
- Chefe! Chegou este despacho da Reuters. Diz que os cientistas descobriram que a alimentação trangénica pode acabar com a fome no Mundo.

- Deixa aí no cesto.

- Chefe! A France Press diz que Portugal vai perder os fundos comunitários, porque não conseguiu gastar os que tinha à disposição.

- Deixa aí no cesto.

- Chefe! A Lusa avança com uma notícia bizarra. Diz que o cantor Pablo Portillo decidiu mudar de sexo.

- Hummmm! Deixa aí no cesto.

- Chefe! Já completei aqueles artigos sobre a pedofilia. Já não sei que mais dizer!

- Está bem. Dá cá isso.

Todos os dias, o alinhamento é ditado pelas mesmas regras:

Notícias de capa: "Nossa investigação sobre pedofilia revela-lhe a vida privada dos arguidos" e "Especialista revela imprecisões nos depoimentos dos protagonistas do caso Pedofilia.", com chamada para as páginas centrais.

Caderno Cultura: "Cantor Pablo Portillo realiza seu último concerto no Pavilhão Atlântico, antes de mudar de sexo." (1 página par)

Caderno Economia: "A indústria pornográfica em Portugal é negócio de milhões." (6 páginas)

Caderno Local: "Foi preso por furto num hipermercado, homem que já era acusado de abusos sexuais há vários anos." (chamada para as duas páginas centrais)

Breves da última página: "Fundos mal aproveitados podem penalizar Portugal." e "Dúvidas subsistem sobre alimentos trangénicos." (cerca de 10 linhas cada notícia).

Visitors:

This page is powered by Blogger. Isn't yours?