<$BlogRSDUrl$>

01 agosto 2004

Santana Lopes terá visto o filme Farnheit 9/11?

Michael Moore realizou o filme sobre Bush e nunca lhe passou pela cabeça que, algures encrustado entre Espanha e o Oceano, num pequeno país chamado Portugal, um insignificante governante imitasse o seu "idolatrado" Bush.
Então não é que o nosso Primeiro-Ministro também vai passear de cidade em cidade e levar consigo o seu Conselho de Ministros? Imagine-se o cortejo mensal: Primeiro-Ministro, motorista, assessores, secretárias e seus seguranças, Ministros, motoristas, assessores, secretárias e seus seguranças e, em caso de convite, Secretários de Estado, motoristas, assessores e secretárias. Para além disso, atrás deles também seguem os jornalistas e staff técnico para as transmissões directas e captação de imagem e som.
Santana Lopes parafraseará, certamente Bush: "É incrível o que se consegue fazer hoje em dia com um telefone e um fax!"
Coincidências que registamos.
Prevemos que, brevemente, o Governo comprará um camião TIR, pintado com o lema "Portugal em Movimento", que se deslocará de cidade em cidade, equipado com mesa de reuniões, telefone satélite, fax, rádio, sistema de video-conferência e cadeiras (porque os ministros não se reunem de pé, claro). Dessa forma, não será necessário perturbarem a actividade das Câmaras Municipais nem penalizarem os seus parcos orçamentos com uma reunião de Ministros que, para além de ser um bom pretexto para uma boa almoçarada fora de Lisboa, permite um passeio por zonas mais oxigenadas e, porque não(?), se continuar a lógica da reunião que ocorreu esta semana, garantirá que o evento se realize o mais longe possível de fogos florestais.


30 julho 2004

GNR / PSP - Gente Não Reflecte / Personagens Sem Papel

Não reflectem, nã senhô! Durante o Euro, demonstraram que são pobres e mal agradecidos. Então nem souberam agradecer ao inglês a preocupação que ele teve em abanar a bandeira à frente do guarda para o refrescar... e começaram logo a cascar nos coitados dos ingleses!!! (é de lhes gabar a paciência e a capacidade de sofrimento destes britânicos... esperam meses por um bilhete, viajam milhares de quilómetros, apenas para beber umas cervejas e levar uma carga de pancada!!!)
 
Durante o Euro, demonstraram que são capazes de encontrar um refinado ladrão de bilhetes, localizando-o no lugar que não lhe pertencia, já preparado para ver o jogo.
 
Depois do Euro concluído, tem sido difícil fazer desaparecer do ego das corporações o orgulho pelo trabalho desenvolvido na caça ao prevaricador fanático por futebol.
 
Mas, regressados à realidade, alguns vícios mantêm-se:

Como diz um tio meu...

"Estes gajos são uns cromos e a caderneta nunca tem a mesma capa."


14 julho 2004

Incidimos um puxão de orelhas aos nossos directores de jornais

Então nós,... NÓS (euro-ibero-lusitanos)... tivémos por cá uma viatura armadilhada que aguardou debaixo de um viaduto 3 dias (!!!) com piscas ligados e vidros partidos por um instante de mediatização...

... e vocês mostram fotografias de viaturas armadilhadas iraquianas e israelitas!!!

Vamos lá a ver se começamos a dar valor ao que é nosso?!?!

"O que é nacional... é bom!"

13 julho 2004

Apaudimos este pensamento de Internauta

"Percebe-se melhor o nível de vida de um país quando até o Primeiro-Ministro
emigra."
, de Feiteira


TV Cabo vende-nos MAIS publicidade

Se ainda não reparou, não duvide! É a sério que o dizemos!

A TV Cabo cobra-nos um balúrdio de mensalidade pelo pacote clássico, onde inclui uma série de programações de televendas e... agora até inclui publicidade no Hollywood.

O lema da TV Cabo bem podia ser:
"TV Cabo! A cobrança que vai à frente!"

ou então o outro:
"Foi você que pediu... um filme com anúncios?"
Recebida por e-mail

Enquanto suturava uma laceração na mão de um velho lavrador (ferido por um caco de vidro indevidamente deitado na terra), o médico e o doente começaram a conversar sobre o Santana Lopes.

E o velhinho disse:
- Bom, o senhor sabe...o Santana é uma tartaruga num poste...

Sem saber o que o camponês quer dizer, o médico perguntou o que era uma tartaruga num poste.

A resposta foi:

- É quando o senhor vai por uma estradinha e vê um poste da vedação de arame farpado com uma tartaruga equilibrando-se em cima dele. Isto é uma tartaruga num poste...

O velho camponês olhou para a cara de espanto do médico e continuou com a explicação:
- Você não entende como ela chegou lá;
- Você não acredita que ela esteja lá;
- Você sabe que ela não subiu lá sozinha;
- Você sabe que ela não deveria nem poderia estar lá;
- Você sabe que ela não vai conseguir fazer absolutamente nada enquanto estiver lá;
- Então tudo o que temos a fazer é ajudá-la a descer de lá!


Obrigado, Pita!
Está escrito na imprensa de hoje

Em caso de acção terrorista durante a votação ou imediatamente antes dela, a Administração Bush estuda a hipótese de adiar a data das eleições presidenciais

Depois de ter sido eleito na secretaria, Bush prepara-se para poupar aos americanos o esforço do voto.

Este também pensa nos custos para o País?
Santana Lopes dará entrevista na TVI?

Esta é a questão mais quente do momento. Depois da RTP e da SIC, aguardamos, impacientes, que a TVI anuncie o seu exclusivo.

Fontes próximas do Primeiro-Ministro indigitado terão comentado que Santana Lopes irá apresentar o seu programa de governo na Estação de Queluz, antes mesmo de o entregar na Assembleia da República.

Ao que apurámos, o futuro Governo lançará a sua "obra da legislatura": o Túnel Lisboa-Funchal, cujo projecto a negociar por ajuste directo pertencerá ao famoso Frank Gehry.

No passado, Santana Lopes foi responsável pelo lançamento de obras como a Torre do Tombo, o Centro Cultural de Belém e o Túnel do Marquês. Destas, o Centro Cultural de Belém não prosseguiu além da primeira fase do projecto (devido ao despiste dos custos finais) e o Túnel do Marquês encontra-se embargado por decisão judicial, por ausência de estudo de impacto ambiental.

11 julho 2004

Os motivos secretos de Sampaio

Foi com manifesta surpresa e revolta que a esquerda portuguesa e alguma direita receberam a decisão de Sampaio. A não convocação de eleições até veio contrariar os preparativos que se adivinhavam no Largo do Caldas desde que Paulo Portas anunciou a sua tese de "Quem tem medo, compra um cão!"

Até Pacheco Pereira, conhecido bloguista da nossa praça, abruptamente referiu na TV, que uns dias acordava defendendo as eleições e noutras alturas defendia o oposto... aliás golpes de rins de que há muito o consideramos experiente.

Também nós, coincidentes, fomos apanhados de surpresa... e tantos os mails que recebemos com propostas de posts para publicação em caso de eleições antecipadas.

Mas o Paio disse que não queria votos... nem no Conselho de Estado. E a dúvida ficou: que motivos obscuros teriam levado um presidente de esquerda a viabilizar um governo de uma maioria moribunda e não sufragada, vítima de um plebiscito referendário a pretexto das eleições europeias?

Colocámos os nossos investigadores no terreno e, como sempre, podemos anunciar em exclusivo, aqui, no (Co)Incidências a nossa descoberta.

Jorge Sampaio optou por convidar Santana Lopes, o mesmo que prometeu um buraco no Parque Mayer, mas não chegou a abrir... o que começou a abrir um buraco no Marquês de Pombal, mas não o estudou convenientemente e agora não o pode fechar... o mesmo que, ciumento, comprou uma viatura igualzinha à do Presidente para ir treinando para quando lhe ocupar o lugar.

O motivo? Segundo as nossas fontes, Sampaio aguarda que Durão Barroso confirme a sua preferência por Santana para número 2, também na Europa e o leve com ele. Só depois convocará eleições... isso porque Rui Rio já manifestou que não estará disponível para largar a Câmara do Porto antes do fim do seu mandato.

Antevê-se agora que a esquerda formalize um pedido de desculpas por tudo o que disse. Há mentes presidenciais muito enigmáticas, muito insondáveis.

10 julho 2004

PSEUDO-EDITORIAL - Jorge Sampaio decidiu...

O Presidente da República decidiu que é merecedor de continuidade na governação quem
- prometer ao eleitorado redução de impostos e iniciar a governação aumentando 2% o IVA
- anunciar ao país que este rectângulo estava "de tanga", minimizando o sentido de auto-estima dos cidadãos
- recusar pagar horas extraordinárias aos funcionários públicos que desempenharam funções no período do Governo anterior
- prometer o pagamento após o Euro das horas extraordinárias devidas aos funcionários públicos dos serviços de segurança, para que estes não façam greve, e dizer-lhes depois que "não se podem fazer alterações drásticas" e que o assunto das horas extraordinárias fica para depois
- destruir a imagem do Centro de Lisboa para a construção de um túnel, "embargado" por não se terem respeitado todos os preceitos legais para a sua execução
- protelar a abertura e execução de concursos públicos para o equipamento dos serviços de combate aos fogos e optar, em cima da necessidade, pelo "ajuste directo"
- destruir as bases do Serviço Nacional de Saúde de qualidade, de acesso livre e gratuito a toda a população
- destruir todo o trabalho desenvolvido no sentido da estabilização do fundo da Segurança Social
- tomar iniciativas governativas que levam ao encerramento de milhares de empresas e à supressão de milhares de empregos

Devemos, pois, respeitar a sua decisão pessoal.

Mas... se atendermos ao facto de o Senhor Presidente da República ter consultado doutos senhores do "Conselho de Sábios" da nossa tribo e ter visto diariamente resultados de sondagens de opinião que indicavam uma vontade popular de decidir em votação os destinos do poder em Portugal, será legítimo dizer que estão criadas as condições para:

- a concretização da descrença na corja de incompetentes e corruptos que ocupa os cargos da vida política portuguesa
- o fim do Portugal, país de brandos costumes. A população está a perceber que quando os seus interesses e anseios não são defendidos por quem é eleito, então o melhor é agir por conta própria
- o início da era do voto em branco. Quem votou à direita, percebeu que está a contribuir para a promoção de uma estirpe dotada de uma ambição desmedida que tudo queima pelo caminho, permitindo-se mesmo a abandonar colegas e eleitorado. Quem votou à esquerda, também percebeu que nas horas difíceis e de decisão urgente e certeira, a opção é da colagem à direita, pois os argumentos dos grupos económicos falam mais alto que os das condições sociais

A diferença reside no facto de
- uma decisão insensata tomada por um cidadão comum, pode dar direito a desemprego com justa causa, a prisão, à pobreza, à fome da sua família
- decisões insensatas tomadas por cidadãos eleitos, podem dar direito a reforma vitalícia, retrato pintado nas residências oficiais, presença nos livros escolares e o aplauso de governantes de países estrangeiros

Obrigado, Sampaio, pela coragem que demonstraste!

06 julho 2004

Comissário Europeu das Pescas congratula-se com posição portuguesa

O Comissário Europeu das Pescas, o alemão Franz Fischler, congratulou-se hoje com o facto de Portugal ter aceite reduzir a sua cota de Cherne.

Segundo o Comissário, "isto reflecte uma mudança radical na atitude de Portugal", acrescentado que os representantes portugueses nas negociações não levantaram quaisquer obstáculos à eventualidade de "as frotas dos restantes países da comunidade pescarem todo o Cherne que pudessem."

O representante dos armadores portugueses confirmou a notícia e adiantou que "o Cherne podem eles ficar com ele... mas a sardinha e o carapau é nosso e isso não negociamos."
ÚLTIMA HORA

(Co)Incidências está em condições de lhe anunciar a composição do futuro Governo liderado por Santana Lopes.
Recebemos no nosso e-mail a informação que o Presidente da República aguardou, aguardou... e não obteve.

Alô SAMPAIO! A lista é esta:

Presidente do Conselho de Ministros
Pedro Santana Lopes
Secretário da Mesa do Conselho de Ministros
Paulo Portas
Ministro de Estado e da Presidência
Luís Nobre Guedes
Ministras sem pasta
Helena Lopes da Costa
Teresa Maury
Maria Eduarda Napoleão
Cinha Jardim
Catarina Flores

Ministra da Comunicação Social (pelouro da RTP)
Helena Sacadura Cabral
Secretária de Estado da Informação
Manuela Moura Guedes
Ministro da Defesa Nacional
Eurico de Melo
Secretária de Estado dos Fardamentos
Fátima Lopes
Ministro dos Negócios Estrangeiros
Martins da Cruz
Secretário de Estado das Comunidades
Manuel Luis Goucha
Ministro das Finanças
Pedro Caldeira
Secretário de Estado do Tesouro
José Castelo Branco
Ministro dos Assuntos Parlamentares
Pedro Pinto
Ministro da Cultura
Carlos Castro
Secretário de Estado dos Espetáculos
Belle Dominique
Ministro da Justiça
Rui Gomes da Silva
Ministro da Administração Interna
Avelino Ferreira Torres
Secretários de Estado da Organização Nocturna
Irmãos Rocha
Secretário de Estado do Ultramar
Alberto João Jardim
Ministro das Obras Públicas e Propaganda
Frank Gehry
Ministro da Saúde e Estética
Lili Caneças
Ministro das Universidades e Sondagens
José Júlio Gonçalves
Ministro do Poder Local e Desporto
Valentim Loureiro
Secretária de Estado de Assistência aos Futebolistas
Margarida Prieto
Ministro do Trabalho e Assistência Social
António Bagão Félix
Secretário de Estado da Família
Pedro Namora
Ministro da Educação
Ana Manso
Secretária de Estado da Etiqueta e Boas Maneiras
Paula Bobone
Ministro da Economia
Miguel Paes do Amaral

A surpresa desta lista de futuros governantes é o facto de não haver Ministério da Agricultura.

Instados a esclarecer-nos sobre os motivos para tal omissão, recebemos uma resposta em tom lacónico: "Não encontrámos ninguém que mostrasse vontade de arriscar os tomates numa salada destas."
Visitors:

This page is powered by Blogger. Isn't yours?